Quarta-feira
08 de Julho de 2020 - 
BANCO É RESPONSÁVEL POR FRAUDE EM CARTÃO DE CLIENTE COM CHIP
NOSSA VISÃO: 1) COMPETÊNCIA; 2) COMPROMISSO; 3) ÉTICA; 4) TRANSPARÊNCIA; 5) EFETIVIDADE
BANDEIRANTE ENERGIA É CONDENADA SOLIDARIAMENTE COM CLUBE DE CAMPO -Acesse jurisprudência/Artigo
BANCO SAFRA: Banco é condenado por fraude em empréstimo consignado de aposentado
PREFEITURA DE NATAL É CONDENADA POR COBRAR INDEVIDAMENTE IMPOSTO SOBRE SERVIÇO DE QUALQUER NATUREZA
CONSTRUTORA PLANO E PLANO é condenada por danos morais e materiais

Celso de Mello arquiva pedido para apreensão de celular de Bolsonaro

O ministro Celso de Mello arquivou o pedido de partidos de oposição para a apreensão do celular do presidente Jair Bolsonaro. A pedido do ministro Celso de Mello, o procurador-geral da República, Augusto Aras, já tinha se manifestado contra a apreensão do celular. Para ele, a investigação é de competência do Ministério Público, sem possibilidade de intervenção de partidos ou parlamentares. No mês passado, antes mesmo da decisão, o governo já tinha reagido à possibilidade de entregar o telefone. O ministro Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional, disse em nota que “a medida era inconcebível e poderia levar a consequências imprevisíveis para a estabilidade do país”. E o próprio presidente Jair Bolsonaro afirmou que jamais entregaria o celular dele, mesmo com ordem judicial. Nesta terça (2), no despacho, o ministro Celso de Mello rebateu esses comentários. O ministro afirmou que “tal insólita ameaça de desrespeito a eventual ordem judicial emanada de autoridade judiciária competente, de todo inadmissível na perspectiva do princípio constitucional da separação de poderes, se efetivamente cumprida, configuraria gravíssimo comportamento transgressor por parte do presidente da república, da autoridade e da supremacia da Constituição Federal”. Celso de Mello deixou claro que há meios legais para se contestar decisões da Justiça e que o descumprimento de decisões judiciais crime grave: "É tão grave a inexecução de decisão judicial por qualquer dos poderes da república (ou por qualquer cidadão) que, tratando-se do chefe de estado, essa conduta presidencial configura crime de responsabilidade". Além do presidente Bolsonaro, os partidos de oposição pediam também a apreensão dos celulares do filho dele Carlos Bolsonaro, do ex diretor-geral da PF Maurício Valeixo, da deputada Carla Zambelli, do PSL, e do ex-ministro Sergio Moro. O ministro Celso de Mello também negou esses pedidos.
02/06/2020 (00:00)

Controle de Processos

Acesse em tempo real o seu processo.

Newsletter

Notícias

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
29ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Quinta-feira - Rio de Janeir...

Máx
25ºC
Min
21ºC
Possibilidade de Chu

Hoje - Brasília, DF

Máx
25ºC
Min
13ºC
Predomínio de

Quinta-feira - Brasília, DF

Máx
27ºC
Min
13ºC
Predomínio de

Hoje - Salvador, BA

Máx
27ºC
Min
22ºC
Chuva

Quinta-feira - Salvador, BA

Máx
27ºC
Min
22ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - São Paulo, SP

Máx
26ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Quinta-feira - São Paulo, S...

Máx
22ºC
Min
16ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Guarulhos, SP

Máx
26ºC
Min
15ºC
Parcialmente Nublado

Quinta-feira - Guarulhos, SP

Máx
21ºC
Min
15ºC
Parcialmente Nublado

Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . . .
Dow Jone ... % . . . . .
França 0,43% . . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,33 5,33
EURO 6,02 6,02
GUARANI 0,00 0,00
IENE 0,05 0,05
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitantes:  281033
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.